Fisioterapia

Tipos de Serviços e Atendimento

 

Trabalhamos com a Fisioterapia Traumato Ortopédica e Desportiva, é o ramo da Fisioterapia que busca a reabilitação, prevenção e atenção do atleta amador e profissional, assim como de qualquer paciente que pratique alguma atividade física e pretenda retornar ao exercício de forma segura e rápida. Essa área dedica-se não somente ao tratamento do atleta/paciente lesado, mas também à adoção de medidas preventivas, com objetivo de reduzir a ocorrência de lesões.
É indicada nas disfunções traumato-ortopédicas e reumatológicas, pré e pós-operatórios, lombalgias, tendinites, lesões ligamentares, contusões e distensões, entorses, luxações e subluxações, fraturas, etc.

Bandagem Funcional

A aplicação clínica da bandagem é muito ampla, podendo ser usada em distintas partes de um tratamento, podendo vir a ser utilizada visando o ALIVIO DA DOR, a REDUÇÃO DE EDEMAS, pelo fato de melhorar a circulação linfática, gerar MAIOR ESTABILIDADE ARTICULAR  ou ainda MELHORAR A CONTRAÇÃO MUSCULAR. 
 
Embora se perceba muitos atletas profissionais utilizando desta técnica, não há absolutamente nenhuma restrição quanto ao uso dela, e sim, é extremamente indicada para complementar tratamentos. Também não há restrições quanto a idade ou sexo. Nosso único conselho é que ela seja aplicada por um profissional habilitado. 
 Algumas indicações terapêuticas para a bandagens passam por:
– Alivio da dor
– Estabilização articular
– Cervicalgias, dorsalgias, lombalgias (dores nas costas em geral)
– Hérnia de disco
– Torcicolos
– Tendinites
– Entorses
– Contraturas musculares
– Estiramento muscular
– Paralisia facial
– Artrose
– Artrite
– Fasceíte plantar
– Linfedemas (diminuição de edema)

Reabilitação Pulmonar

Reabilitação Pulmonar é um programa multiprofissional que é individualmente delineado para otimizar o desempenho físico, social e a autonomia, dos portadores de doenças respiratórias crônicas. Tem como objetivo devolver a independência do paciente com disfunção respiratória frente às atividades diárias, melhorando sua qualidade de vida.

Está indicado a todos os pacientes com doenças pulmonares crônicas que já estejam sob terapêutica adequada, mas que continuam apresentando falta de ar. Devem ainda estar estáveis do ponto de vista clínico de qualquer doença da qual possam ser portadores. Por fim, devem estar motivados e ter pleno conhecimento das dificuldades iniciais de adaptação aos exercícios. É essencial que assumam a reabilitação como um instrumento que vai ajudá-los a recuperar muito do que a doença os privou de fazer, sabendo, entretanto que não se trata de uma terapia passiva, mas que seus benefícios terão que ser conquistados.

Baseia-se em exercícios aeróbicos e anaeróbicos (caminhadas no solo ou em esteira, remo seco) e resistidos (utilizando pesos, estações de musculação) que condicionam o paciente, gerando diminuição da falta de ar, e melhor desempenho nas atividades de vida diária. Além disso, podem ser incluídos exercícios de alongamentos, relaxamento e orientações sobre como auto gerenciar os sintomas da doença.

O Treinamento Funcional entra como grande alternativa para os programas de reabilitação pulmonar, como um método de treinamento que utiliza exercícios aeróbicos e anaeróbicos de forma simultânea, assim mudando o perfil clássico de academia.

Após avaliação será configurado um programa de exercícios individualizado, que dependendo do comprometimento do paciente será realizado 2 ou 3 vezes por semana durante 3 meses. No fim do programa o paciente será reavaliado do ponto de vista físico e verificado a necessidade de manutenção da reabilitação com supervisão do fisioterapeuta.

Reabilitação Cardíaca

As lesões cardiovasculares estão entre as doenças que mais causam mortalidade no mundo. Porém, após uma lesão, é possível a Fisioterapia em Reabilitação Cardíaca em pacientes que pertencem a um grupo de risco menor, pois estes estão aptos a realizar exercícios sem contraindicação. Um dos tratamentos mais eficientes e rápidos é o de fisioterapia em reabilitação cardíaca.

O fisioterapeuta exerce um papel primordial na Fisioterapia em Reabilitação Cardíaca. Em um primeiro momento, ele analisa as capacidades e limitações do paciente, sempre com base na avaliação funcional e clínica, e, assim, desenvolve um plano de tratamento. O exercício de Fisioterapia em Reabilitação Cardíaca realizados tem como objetivo melhorar a capacidade de mobilidade e a condição física, social e mental das pessoas, tornando-as capazes de retomar suas atividades diárias. A frequência depende do estado clínico do paciente e o trabalho deve ser em conjunto: equipe médica e fisioterapêutica e paciente.

Pacientes como doenças como insuficiência cardíaca, infarto do miocárdio, doenças coronárias e valvares, cardiopatias congênitas e doenças das artérias e veias podem ser tratadas com esse tipo de procedimento.

Reabilitação da Síndrome Metabólica

A Síndrome Metabólica (SM) corresponde a um conjunto de fatores de risco tais como doenças Diabetes Mellitus, Hipertensão Sistêmica, Dislipidemia e Obesidade dos quais decorrem as manifestações que podem fazer parte da síndrome. Não existe um único critério aceito universalmente para definir a Síndrome. Os dois mais aceitos são os da Organização Mundial de Saúde (OMS) e os do National Cholesterol Education Program (NCEP) – americano. Porém o Brasil também dispõe do seu Consenso Brasileiro sobre Síndrome Metabólica, documento referendado por diversas entidades médicas. Segundo a I Diretriz Brasileira de Diagnóstico e Tratamento da Síndrome Metabólica, publicada em 2006, o exercício físico deve fazer parte do tratamento não medicamentoso de pessoas com SM ou qualquer das doenças associadas a SM.

O diagnóstico de Síndrome Metabólica segundo a Federação Internacional de Diabetes (IDF, 2005) é definido pela presença de Obesidade Central somado a pelo menos dois seguintes componentes: diabete melito (DM) do tipo 2 maior ou igual a 100mg/dL, hipertensão arterial sistêmica (HAS) acima de 130mmHg (sistólica) e 85 mmHg (diastólica), níveis plasmáticos de triglicerídeos acima de 150 mg/dL ou níveis de lipoproteína de alta densidade (HDL) menor que 40 mg/dL para homens e menor que 50 mg/dL para mulheres.

Muito tem se falado a respeito da SM e é fundamental que seja adotado um estilo de vida saudável, evitando fumo, realizando atividades físicas e perdendo peso. A proposta do projeto é fomentar a mudar seu estilo de vida, evitando o desenvolvimento de diversas complicações. O aumento da atividade física e a perda de peso são as melhores formas de tratamento, mas pode ser necessário o uso de medicamentos para tratar os fatores de risco desta forma há necessidade de se manter um projeto de SM, pois praticar alguma atividade física são as melhores formas de prevenção.

DRY Needling ou Agulhamento Seco

É uma técnica ocidental de Acupuntura que tem como principal objetivo o alívio da dor muscular através da desativação dos trigger points ou pontos-gatilho miofasciais, que são pontos dolorosos onde normalmente encontramos, muita tensão e contraturas musculares, está técnica age de maneira rápida estimulando o aumento do fluxo sanguíneo local, liberando a musculatura.

Ventosaterapia

O tratamento por ventosa consiste em trazer as células doentes do sangue, do interior do corpo para a superfície, por fortes absorções, recuperando as células doentes. Com o vácuo e a absorção na superfície do corpo, que abrem os vasos capilares e os poros, as toxinas são retiradas, ocorrem troca de gases, oxigenação do sangue, e a circulação sanguínea é ativada. É basicamente uma técnica de sucção através de uma campânula de vidro que produz um vácuo de determinadas regiões do corpo.

A ventosaterapia é utilizada frequentemente para tratar tanto lesões atléticas agudas quanto crônicas, ativando a circulação sanguínea local ou periférica, tratando lesões, dimunindo dores e edemas, a ventosateropia melhorara o desempenho físico e mental.

Esportes estão se tornando cada dia mais competitivos, e os atletas estão sempre procurando melhorar o seu desempenho. Recentemente, médicos que trabalham com esporte e reabilitação vêm olhando além das lesões físicas, focando também na melhoria de desempenho através do aperfeiçoamento físico e mental.